CFO solicita ao MEC suspensão da cobrança do FIES aos estudantes e profissionais da Odontologia

O Conselho Federal de Odontologia (CFO) solicitou nesta terça-feira, dia 24 de março, via ofício, à Presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC), Karina Silva dos Santos, a suspensão da cobrança do financiamento estudantil (FIES), aos acadêmicos e profissionais da Odontologia. A medida prevê minimizar as consequências geradas pelo novo Coronavírus SARS-CoV-2.

O CFO defende a suspensão por tempo indeterminado da cobrança, tendo em vista o cenário de incertezas econômicas frente à pandemia mundial. Assim como as demais solicitações requeridas ao Ministério da Economia, essa iniciativa trará tranquilidade financeira para diversos estudantes e profissionais da Odontologia que utilizam o FIES para aprimoramento profissional.

Mais uma vez, o Presidente do CFO, Juliano do Vale, reitera o compromisso com a qualidade da Odontologia nacional e afirma que não poupará esforços para assegurar o bom conceito da profissão e dos que a exercem legalmente neste momento de crise de saúde mundial. “Estamos trabalhando incansavelmente em diversas frentes para garantir, mesmo em tempos desafiadores, o cumprimento da missão precípua do Sistema Conselhos. Nossa preocupação é como gestor, como Cirurgião-Dentista e, principalmente, como cidadão. Sigamos todos juntos contra os impactos do Coronavírus”, completou.

Nessa segunda-feira, dia 23 de março, o FNDE prorrogou, por 30 dias, o prazo para formalização do financiamento estudantil junto ao agente financeiro, referente às inscrições do primeiro semestre de 2020 que estão vencidas até esta data, bem como assegurou a prorrogação do prazo para validação do FIES a ser feita pelas Comissões Permanentes de Supervisão e Acompanhamento do Fies (CPSAs).

CLIQUE AQUI e confira o ofício na íntegra.

Por Michelle Calazans, Ascom CFO
imprensa@cfo.org.br